Este é um blog dedicado exclusivamente para o caipira, sua música, seus causos enfim tudo que tenha a ver com a vida simples do homem do campo. Aqui vc vai encontrar links para sites que tem interesse no resgate e preservação deste estilo.

terça-feira, outubro 24, 2006

Brinquinho e Brioso


Embaixadores da Alegria

"Os Embaixadores da Alegria": Assim ficou conhecida a mais famosa Dupla Caipira do Vale do Paraíba, formada em São José dos Campos-SP no final da década de 1930. Segundo filho de Cecília e Theódulo Gaia, Thesis dos Anjos Gaia (o Brinquinho) nasceu na Capital Paulista no dia 20/07/1915 e faleceu também em São Paulo-SP no dia 22/05/1977. Euclides Honorato da Costa (o Brioso) era filho de Isaura e Francisco, tendo nascido em São José dos Campos-SP no dia 16/10/1913; faleceu na mesma cidade no dia 23/09/1991.

Thésis, por sinal, era irmão de Diésis dos Anjos Gaia, que foi o primeiro Ranchinho da inesquecível dupla Alvarenga e Ranchinho (o "Ranchinho Primeiro e Único" como afirmou Rolando Boldrin).

Thésis e Euclides se conheceram quando trabalhavam na Prefeitura Municipal de São José dos Campos-SP. Os dois andavam sempre juntos e viviam cantando músicas do repertório de Alvarenga e Ranchinho e, com isso, o Prefeito apelidou-os com os nomes de dois bois de uma parelha que ele tinha na sua fazenda: Brinquinho e Brioso.

No ano de 1939 a dupla "Brinquinho e Brioso" chegou a se apresentar juntamente com o Cornélio Pires e em 1940 foram contratados pela Rádio Atlântica de Santos-SP. Pouco depois seguiram para se apresentar na filial da Rádio Atlântica, em Niterói-RJ.

De volta à Capital Paulista, em Agosto de 1943, "Brinquinho e Brioso" lançaram um disco 78 RPM pela gravadora Columbia com a valsa "Cruel Destino" (Brinquinho - Brioso - Lauro de Souza) e o cateretê "Pé de Coquerá" (Brinquinho - Brioso - Abílio Machado), que é a música, cujo trecho o Apreciador ouve ao acessar essa página. No mesmo ano "Brinquinho e Brioso" lançaram "Moda dos Inventores" (Brinquinho - Brioso) e "Os Poetas na Moda" (Brinquinho - Brioso - Armando Rosas).

A dupla também se apresentou no "Feira de Amostras", programa que Blota Júnior apresentava na Rádio Cruzeiro do Sul na Capital Paulista. Integraram também a "Embaixada Sonora" que foi um conjunto artístico nos Diários e Emissoras Associadas de São Paulo-SP. "Brinquinho e Brioso" também fizeram temporada na Rádio Tupi do Rio de Janeiro-RJ.

No ano de 1944 "Brinquinho e Brioso" gravaram a rancheira "Cavalo Baio" (Buci Moreira - Conde) e a polca "Deliciosa" (Mário Gennari Filho) (essa última com acompanhamento de Acordeon a cargo do próprio compositor).

No ano seguinte a dupla se apresentou nas cidades de Belo Horizonte-MG, Salvador-BA e Recife-PE. Apresentaram-se também no "Show da Vitória" em Fernando de Noronha-PE que era na época uma Base Militar. Esse show se deu em homenagem aos "Pracinhas" que haviam sido convocados para integrar a Força Expedicionária Brasileira por ocasião da Segunda Guerra Mundial.

No mesmo ano de 1945 "Brinquinho e Brioso" gravaram a marcha "Alô, Mister Johnny" (Arlindo Pinto - Hélio Sindô) e o samba "Vá Pela Calçada" (Hélio Sindô - Vladimir de Melo). E em 1946 a dupla gravou a moda de viola "Caboclo de Azar" (Anacleto Rosas Jr.), o recortado "Fartura" (Anacleto Rosas Jr.) e a toada "Linda Serrana" (Anacleto Rosas Jr.).

Em 1950 "Brinquinho e Brioso" gravaram pela Continental as modas de viola "Cachorro Maiado" (Brinquinho - Brioso - Geraldo Costa) e "Etelvina" (Anacleto Rosas Jr. - Brioso). No ano seguinte eles gravaram a toada "Remorso" (Anacleto Rosas Jr. - Arlindo Pinto) e o xote "Sertão do Paraná" (Brinquinho - Brioso - E. Barros).

Em 1952 eles gravaram as valsas "Parabens" (Nhô Zé - Álvaro) e "Eu, Você e o Luar" (Ciro de Souza - M. Silva). No ano seguinte a dupla gravou pela Odeon o cururu "Nossa Senhora de Nazaré" (Palmeira), a toada "Zeca Flauzino" (Nhô Zé - Brinquinho - Brioso) e o arrasta-pé "Meu Bem Não Chore" (Nhô Zé - Brinquinho - Brioso).

No ano de 1955 a dupla gravou a toada "Castigo de São Benedito" (Teddy Vieira - Jaime Ramos). E em 1959 gravaram o bolero "Beijo da Traição" (Etel - Branquinho) e o xote "Carta ao Macuco" (Etel - Farid Riskallah).

A marcha "Sanfona da Véia" (Brinquinho - Brioso - Raul Torres) é considerada como a música de maior sucesso da dupla "Brinquinho e Brioso", música essa que foi lançada por Raul Torres e Florêncio pela Todamérica no ano de 1951 e foi também regravada por Barnabé na Continental em 1965. E o inesquecível Mazaropi, também cantou essa marcha no filme "Mágoas de Caboclo", produzido e dirigido por Ari Fernandes, filmado em 1970 e, no ano seguinte, no filme "Betão Ronca Ferro", de Mazzaropi.

Calcula-se que "Brinquinho e Brioso" tenham deixado um acervo de cerca de uma centena de composições, tendo gravado um total de 42 músicas em 21 "bolachões" 78 RPM (entre 1943 e 1959), além de diversas composições que foram gravadas por diversos outros renomados intérpretes.

Em 2004 foi lançado pela JAC Editora (F.: (12) 3948-1274) o livro "Brinquinho e Brioso - Os Embaixadores da Alegria" escrito por Tita Selicani que resgata a História de Thésis e Euclides a partir de depoimentos de moradores de São José dos Campos-SP, além de familiares dos integrantes da dupla, e também de renomados artistas do quilate de Lima Duarte, Irmãs Galvão, Tinoco e Pena Branca, dentre outros.

Além de reproduzir Documentos e Manuscritos da época e fotos diversas de "Brinquinho e Brioso", o livro também cita a precariedade dos Meios de Comunicação numa época em que a Televisão ainda não existia e o Rádio ainda tinha muitas "limitações geográficas".

A "Madrinha" Inezita Barroso escreveu o Prefácio da Obra, afirmando que "...a Música Raiz está muito abandonada, por isso, é importante que as pessoas se interessem em saber o porquê dos Estilos Musicais, das Danças Folclóricas e das mais diversas Manifestações Culturais do Brasil."

*Informações colhidas no site www.boamusicaricardinho.com do nosso cumpadre Ricardinho

Um comentário:

Gabriel disse...

Ariel, até salvei o blog nos favoritos, para ler com mais calma qdo tiver um tempo. A idéia é muito interessante, rapaz! Parabéns! Bom, quando puder, dá uma olhada no blog da minha turma, os Agentes da Dengue! denguejaboticabal.zip.net . Lá tem histórias, 'causos', desventuras e outras coisinhas, sobre o dia-a-dia destes profissionais!

um abraço!